terça-feira, 3 de abril de 2012

Pai Cervejeiro.

A melhor coisa que a cerveja faz são os amigos, mas no meu caso a cerveja fez muito mais, me aproximou ainda mais de meu paizão, que entre agosto de 2009 e dezembro de 2011 foi meu grande parceiro na aventura de fazer cervejas caseiras.
Meses depois de fazer o curso de cerveja caseira do Leonardo Botto, foi ele que me estimulou a comprar os equipamentos e os primeiros insumos, e depois disso ainda foi o grande responsável por romper aquela insegurança que a gente tem em fazer a primeira brassagem.
Em agosto de 2009, ele foi meu "co-piloto" de fogão, na brassagem da minha primeira cerveja, a "First Stout Beer". A partir de então foram muitas brassagens, algumas delas com participação mais que decisiva nos resultados, preparando ingredientes inusitados como laranjinha japonesa, pimenta malagueta em pó e lichia, essa última sendo o responsável por descascar 3 Kgs de polpa de lichia do Sitio Guanabara, após congelar as frutas. Chegou a queimar as pontas dos dedos durante o processo artesanal do preparo da lichia!
Quantas tardes e noites de brassagens, degustações e harmonizações, isso mesmo, ele também era um cozinheiro de mão cheia, e suas iguarias combinavam muito com cervejas de verdade. Risotos (o de camarão era antológico!), peixadas, bacalhau, feijoada tradicional, costelas de ripa deretendo de tão macias, e tantas outras delicias, que hoje deixam um gostinho irrecuperável de "quero mais".
O meu amado paizão faleceu há dois meses, a saudade só aumenta, mas tenho certeza que ele está lá no céu preparando uma de suas delicias e escolhendo uma bela cerveja para o dia do nosso reencontro.
Paizão, obrigado por tudo meu pai cervejeiro, CHEERS !

video
(Video: Pai cervejeiro - música: Roadhouse Blues - The Doors).

Que Deus te abençoe !

4 comentários:

  1. Tarcísio, pai a gente só tem um... E Eu fico feliz em saber que você curtiu muitoos momentos com o seu pai, porque no final das contas são essas recordações de bons momentos que fazem a vida valer a pena!
    Continue grassando, parceiro, sempre em frente!
    Meus sentimentos e um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Marco, obrigado pelas palavras e pelo carinho, concordo com você, essas são as únicas coisas que a gente leva da vida, os bons momentos com as pessoas que a gente ama, familiares e grandes amigos.
      Um grande abraço e saudações cervejeiras !

      Excluir
  2. Meu breve amigo de um dia! Isso mesmo, já trocamos vários emails mas apenas um dia tomamos brejas juntos. Fiquei mto emocionado com seu pequeno texto. Eu não sabia que Ele havia partido, fiquei mto triste, mtas fotos eu o via acompanhado de seu Paizão.

    Espero ve-lo em breve... dia 05 em Campinas no curso do Lamas?

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Grande Tarcisio, eu tbm comecei a fazer cerveja junto com meu pai na escola da Acerva carioca , onte tive o prazer de estar com o Botto,então temos coisas em comum. Meu pai ainda continua aqui e depois disto que li vou curti-lo ainda mais pois a idade esta chegando tbm .

    Continue a caminhanda


    Grande abraço

    ResponderExcluir